Blog TBS

Notícias, Artigos e Informações do Mercado

Blog TBS

Otimização da carga tributária: quais os impactos para o negócio?

por TBS Consultoria

 

Se você é dono ou gestor de uma empresa, sabe muito bem que a carga tributária é alta. Esse é um dos principais problemas enfrentados por quem decide inaugurar um negócio em território brasileiro. Mas que tal amenizar o impacto financeiro causado por tantos impostos? Isso é possível por meio da otimização da carga tributária.

Quando bem conduzido, esse processo revoluciona a realidade financeira da sua empresa. Se você quer conhecer um pouco mais sobre essa otimização e quais os benefícios dela para o seu negócio, continue com a gente!

O que é a otimização da carga tributária?

Um dos principais significados da palavra “otimização” se refere diretamente ao aprimoramento de alguma atividade ou processo. No caso de uma máquina, poderia tratar da extração máxima da capacidade produtiva. Logo, otimizar a carga tributária de uma empresa significa diminuir o total de impostos e, simultaneamente, aumentar a lucratividade do negócio.

Evidentemente, a obtenção desse resultado final depende de um planejamento estratégico bem elaborado. Com ele, é possível visualizar claramente o plano de ações destinado à redução da carga de tributos. Consequentemente, a empresa tende a se tornar mais organizada e rentável. O intuito é fazer tudo isso de uma forma rápida e segura.

Como colocar essa otimização em prática na sua empresa?

Existem algumas formas muito eficazes de fazer isso. Basicamente, é essencial que a sua empresa saiba como:

  • realizar um planejamento tributário;
  • usufruir dos benefícios fiscais.

Realização de um bom planejamento tributário

A abertura de uma empresa envolve muitas etapas. Uma delas, muitas vezes ignorada, é a definição do modelo tributário a ser seguido. Isso precisa ser efetuado antes do início das operações da organização.

No entanto, algumas empresas são alocadas em um regime de impostos inadequado. Em outros casos, aquele modelo até é possível, mas ele não é o mais indicado para aquele tipo de operação.

Resultado? Em ambas as situações, a empresa amarga prejuízos que podem, em um médio e longo prazo, culminar no seu fechamento. Afinal, um regime tributário inapropriado ou desvantajoso acarreta no excesso de impostos.

Você, como gestor, precisa saber exatamente quais são os tributos atrelados à sua empresa. A conta deve ser exata, ou seja: não se deve pagar nem a mais e nem a menos. A escolha de um modelo de tributos ideal é o primeiro passo para a conquista desse equilíbrio fiscal. Caso necessário, basta alterar o regime vigente.

Aproveitamento de benefícios fiscais

Outro detalhe extremamente importante na administração do negócio: conhecer os benefícios fiscais aos quais a sua empresa tem direito. Para isso, basta verificar uma lista das ações desempenhadas pela empresa que concedem uma redução ou isenção de determinado tributo.

Imagine a possibilidade de redirecionar uma parcela do que seria gasto com impostos para os investimentos do negócio. A compra de novos equipamentos ou a implantação de novas tecnologias (quase nunca baratas) se torna bem mais fácil. Ao usufruir de benefícios fiscais, a organização passa a ter mais recursos para crescer de maneira contínua e sustentável.

Na prática, é necessário consultar a lista de benefícios, que variam conforme o ramo de atuação da empresa. Além disso, observe que há benefícios para os impostos gerados para as três esferas governamentais: municipal, estadual e federal.

Nos Estados e municípios, a sua empresa consegue economizar no pagamento dos seguintes impostos:

  • IPTU;
  • ICMS;
  • ISS.

Dos três impostos acima, vale notar que o ICMS é o único cobrado pelos Estados. Além disso, as alíquotas variam entre os Estados e os municípios, pois os cálculos às vezes apresentam certas diferenças.

Os abatimentos fiscais específicos oferecidos por cada cidade e Estado também têm a chance de variar. Portanto, é importante verificar os benefícios caso a caso — de acordo com a localização da empresa.

Em âmbito federal, as alíquotas que costumam apresentar um desconto são essas:

  • IPI;
  • IRPJ;
  • PIS;
  • COFINS;
  • CSLL.

A soma de todos esses benefícios fiscais (municipais, estaduais e federais) proporcionam uma economia bem significativa aos cofres da empresa. Resta, todavia, que o seu negócio seja muito bem orientado sobre como usufruir de tudo isso. Para tanto, o mais recomendável é recorrer ao suporte de uma assessoria tributária bem experiente e renomada no mercado.

Quais são os principais benefícios da otimização da carga tributária para o seu negócio?

Muitas são as vantagens dessa otimização para a sua empresa. De uma maneira geral, ela garante:

  • redução de custos;
  • aumento da vantagem competitiva da empresa perante a concorrência;
  • prevenção contra riscos.

Redução de custos

Toda empresa tem como princípio básico ampliar a remuneração atribuída aos investidores. Isso só é possível, de forma plena, com a otimização dos processos inerentes aos impostos devidos pela organização.

De um modo organizado, é totalmente possível pagar menos impostos, investir mais e obter maior lucratividade. Com isso, a empresa maximiza a confiança dela perante os investidores atuais e ainda atrai novas parcerias de negócio.

Aumento da vantagem competitiva

Ao praticar a elisão fiscal, que consiste na redução legal da carga tributária, a empresa alcança um melhor posicionamento no mercado. Como se sabe, a concorrência entre as empresas vem atingindo níveis, às vezes, imprevisíveis.

De certa forma, algumas inovações surgem de maneira esperada. Cabe à empresa estar preparada para enfrentar essas mudanças. Isso exige uma certa reserva financeira, a qual é ampliada por meio de benefícios fiscais.

Lembre-se que essa prática (usufruto de benefícios fiscais governamentais) também serve como publicidade positiva. Afinal, a organização troca isenção de impostos por ações sociais ou investimentos em tecnologia, por exemplo. Logo, ela aparece listada entre aquelas que colaboram para o progresso da sociedade. Essa boa imagem incentiva os clientes a continuarem fieis à marca.

Prevenção contra riscos

Algumas empresas efetuam planejamentos arrojados, os quais podem comprometer as finanças em um longo prazo. Vale destacar que a otimização da carga tributária adequada demanda um plano de ação coerente em bem estruturado. O sucesso do processo depende do encadeamento ordenado dessas medidas, estabelecidas previamente.

É justamente esse cuidado com o planejamento o grande responsável pela redução da carga tributária. Naturalmente, um bom planejamento ameniza sensivelmente os riscos aos quais a empresa pode estar exposta.

Esse planejamento também é muito mais eficaz quando feito por uma empresa de assessoria tributária. Trata-se do típico caso em que é necessário “alguém” que enxergue a situação por outro ângulo. O olhar de fora pode ser o fator decisivo para a expansão da empresa.

Do lado externo, a assessoria traz certa independência, o que favorece o desenvolvimento de ideias diferenciadas. Uma organização de grande porte até oferece uma equipe interna dedicada à otimização da carga tributária. Contudo, uma segunda opinião — vinda de especialistas — acaba fazendo toda a diferença na qualidade dos resultados obtidos.

Depois dessas informações, o que você acha de otimizar a carga tributária da sua empresa? Fale com um consultor!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *