fbpx

Carga tributária: corrigindo erros e identificando oportunidades

Por |

Quando o assunto é recolhimento de impostos, o Brasil é um dos países com uma das maiores cargas tributárias do mundo. Além disso, as empresas têm outras obrigações acessórias vinculadas ao envio de informações ao Fisco, como a Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica.

Outra questão que impacta na rotina, organização e planejamento das organizações empresárias diz respeito à complexidade e alteração frequente na legislação tributária, que muitas vezes gera insegurança nas empresas. Isso acaba contribuindo para que erros no recolhimento dos tributos e envio de informações aconteçam.

Neste artigo, você vai descobrir quais são os erros mais comuns dentro das empresas com relação à gestão tributária, além de aprender como identificar oportunidades que podem contribuir com o crescimento e segurança jurídica do seu negócio. Acompanhe!

O impacto da carga tributária nas finanças da empresa

Antes de descobrir quais são os erros mais comuns associados ao recolhimento de tributos, é importante que o empresário entenda o impacto que a carga tributária causa nas finanças da sua empresa.

Hoje, uma empresa tem diferentes obrigações junto ao fisco e deve pagar diferentes tipos de tributos a nível federal, estadual e municipal.

No âmbito federal, por exemplo, há o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ), a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), o Programa de Integração Social (PIS), o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) e o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

Na seara estadual, impostos importantes como o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e na municipal, o Imposto sobre Serviços (ISS).

Toda essa carga tributária impacta diretamente na demanda de trabalho do setor financeiro, fiscal e contábil, já que os profissionais responsáveis precisam realizar o cálculo correto de todos os tributos, o recolhimento dos valores devidos e o envio de obrigações acessórias ao fisco.

Além disso, muitos desses profissionais são responsáveis por toda a parte de gestão financeira e contábil, somando à sua agenda de trabalho e atividades como a realização de planejamentos, emissão de relatórios, controle do fluxo de caixa e capital de giro, entre outros.

De acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), cerca de 1,5% de todo o faturamento anual das empresas é aplicado em estrutura, tecnologia e recursos humanos para lidar com a burocracia e cumprimento das obrigações tributárias. 

Os principais erros em relação à carga tributária

Ainda segundo pesquisas do Instituto, estão em vigor no país mais de 60 tributos e 90 obrigações acessórias, que precisam ser enviadas para o Fisco dentro dos prazos determinados sob pena de aplicação de multa. 

Na prática, são mais de 3.790 leis e normas, sendo que a cada dia, são editadas uma média de trinta novas regras no Brasil. Isso quer dizer que a cada hora, há pelo menos uma nova alteração que deve ser considerada no cálculo dos tributos.

O efeito disso tudo é que muitas empresas não têm pessoal capacitado e com disponibilidade para acompanhar todas essas mudanças, o que acaba causando erros no cálculo das obrigações, no envio de dados para o Fisco e, em alguns casos, até mesmo no recolhimento da espécie adequada de tributo.

Além do impacto negativo na gestão de tempo e produtividade dos funcionários, a burocracia e complexidade tributária representam gastos expressivos para a empresa, que acaba repassando esses custos para o consumidor final. Isso gera reflexos no posicionamento e competitividade da empresa junto ao mercado e na economia de uma forma geral.

A Reforma tributária e as perspectivas quanto ao futuro

Há muitos anos, os economistas têm defendido a necessidade de realizar uma profunda reforma tributária e fiscal no país, mas até então não havia nenhum movimento que indicasse mudanças efetivas nesse sentido.

Entretanto, neste ano, o governo colocou o assunto na sua agenda e hoje já existem propostas em análise no Congresso e perspectivas quanto a mudanças tributárias.

Uma das possibilidades de mudanças diz respeito à unificação de alguns impostos e o fim de isenções fiscais, o que contribuiria para a redução da burocracia e poderia favorecer a gestão financeira e tributária das empresas.

A expectativa é que a reforma tributária contribua para a redução de custos com uma possível unificação de tributos, além de otimizar a rotina das empresas.

A TBS Consultoria como auxílio para a sua empresa

As empresas precisam estar preparadas para lidar com as questões tributárias do seu negócio. Por isso, é necessário montar um bom planejamento, garantindo que os seus processos estejam alinhados com o cumprimento das determinações legais.

Eventuais erros ou falhas nos procedimentos contábeis podem impactar negativamente as finanças da organização, resultando na aplicação de multas e tramitação de processos administrativos junto ao Fisco.

Para minimizar os riscos, melhorar os processos e aumentar a eficiência organizacional é imprescindível contar com o apoio de profissionais especializados, que tenham o conhecimento técnico para oferecer suporte no atendimento à legislação tributária e fiscal.

A TBS é uma empresa de consultoria tributária e outsourcing que atua nas áreas contábil e fiscal para médias e grandes empresas. Além disso, os especialistas oferecem assessoria complementar aos gestores, ajudando no planejamento e na gestão de questões estratégicas do negócio.

O foco da TBS é agregar valor e qualidade às atividades e negócios das empresas atendidas. Sabendo a importância do processo de tomada de decisão, o suporte de profissionais especializados traz segurança e cria um ambiente favorável para o crescimento do negócio. 

Tem uma equipe de trinta consultores especializados em áreas como: contabilidade, finanças, fiscal, trabalhista e previdenciária. O seu foco é ser um facilitador indispensável para a tomada de decisões estratégicas dentro das empresas.

Como você pode ver, a questão tributária ainda é motivo de muita dor de cabeça para os empresários brasileiros, tanto pelo número elevado de tributos e obrigações, quanto pelas incertezas jurídicas associadas às frequentes alterações em lei. Por isso, é necessário investir em planejamento e organização, minimizando custos e tendo o suporte de empresas e profissionais altamente capacitados.

Você quer melhorar a gestão de tributos e desempenho financeiro da sua empresa? Então aprofunde o seu conhecimento sobre o tema, confira este artigo especial da TBS com dicas de otimização da carga tributária.

Qual sua nota sobre esse conteúdo?

Clique e avalie

Nota: / 5. Avaliações:

Powered by Rock Convert

Últimos conteúdos.