Férias coletivas

por Debora de Miranda Crepaldi

Debora de Miranda Crepaldi
Estamos indo para a reta final de mais um ano, no qual após tanto trabalho e dedicação começamos a pensar naquele momento com a família, o precioso descanso e a possibilidade de um bom lazer! Nesse período, muitas empresas começam a fazer o planejamento de encerramento do ano, onde a maioria leva em consideração a sazonalidade produtiva devido as festas e confraternizações. É aí que algumas dúvidas começam a surgir. Pensando nisso, preparamos um conteúdo especial que possa

Ativos intangíveis: reconhecimento e mensuração contábil

por Mauricio Oliveira da Silva Junior

Mauricio Oliveira da Silva Junior
Os ativos podem ser definidos por qualquer bem ou direito na posse de um determinado sujeito econômico e que, nesse contexto, constitua parte do seu patrimônio definindo ativo como qualquer recurso que tem potencial de gerar fluxos de caixa futuros positivos ou de reduzir fluxos de saída de caixa futuros. O ativo intangível é gerado pelo eficaz funcionamento dos bens materiais e das pessoas que o gerenciam, com o propósito de aumentar a sua utilidade ou seus benefícios para a organizaçã

Como analisar a viabilidade de uma expansão empresarial? Entenda!

por TBS Consultoria

A expansão empresarial é uma etapa importante no crescimento de uma organização. Esse momento de ampliação se inicia quando o negócio alcança seu ponto máximo, normalmente definido no seu planejamento estratégico, e precisa buscar novas opções para gerar mais lucros e dar sequência ao desenvolvimento das suas atividades. Dessa forma, a expansão empresarial se caracteriza como um momento no qual a empresa precisa investir em soluções que permitam dar continuidade ao seu av

Descubra a importância do compliance contábil para as empresas

por Webmaster

Webmaster

Webmaster
Não há empresa minimamente organizada hoje que não se preocupe com compliance. Mas você sabe exatamente do que se trata? Aplicando ao mundo corporativo, consiste em cumprir as regras das legislações e de todos os documentos legais que disciplinam a sua atividade. Com a cultura da burocracia e a fiscalização consistente de tantos órgãos de controle, o seu negócio está sujeito a sanções, inclusive a multas elevadas. Na área contábil, um pequeno deslize em algo extremamente p

8 indicadores contábeis que devem ser analisados

por TBS Consultoria

  Os indicadores contábeis são resultados conseguidos por meio da análise contábil de um negócio. Eles fornecem informações relevantes sobre as operações da empresa, possibilitando a realização de uma avaliação, por intermédio de fórmulas matemáticas usadas para averiguar as demonstrações financeiras. Com esses resultados é possível compreender a real situação financeira do negócio, tomar decisões mais acertadas, avaliar o desempenho e demais observações a re

O eSocial vai automatizar a fiscalização

por Larissa Santos

Larissa Santos
Com a intenção de nos adequarmos as exigências da segunda fase do eSocial, que entra em vigor a partir de Setembro de 2018, a TBS Consultoria vem através deste, alertar e esclarecer alguns pontos que impactarão nas nossas rotinas.   1. Admissão O empregado não poderá ser admitido com qualquer divergência em seus dados pessoais. Sendo assim, o funcionário responsável pela admissão deverá se certificar de que o novo colaborador está qualificado, segundo os requisitos da

CEST – Código Especificador da Substituição Tributária.

por Diego Otavio Pavarini

Diego Otavio Pavarini
Com as diversas variações e dificuldades que temos para compreender e classificar os produtos e inclui-los no ICMS Substituição Tributária o CONFAZ - Conselho Nacional de Política Fazendária resolveu padronizar os itens enquadrados no imposto que antecipa o recolhimento até o final da sua operação que seria o consumidor final, e com isso institui o CEST que é a abreviatura de Código Especificador da Substituição Tributária, pelo Convênio ICMS 92/2015 e atualizado pelo Convênio I

A desoneração e a reoneração da folha de pagamento

por José Roberto Cezar

A desoneração da folha de pagamento (Lei 12546/2011) criada em 2011 com o intuito de aumentar a competitividade de alguns setores econômicos, substituindo de forma obrigatória a contribuição patronal (da empresa) de 20% do INSS sobre a folha de pagamento pela a CPRB (Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta), determinou seu recolhimento sobre um percentual (dependendo do setor) sobre a receita bruta. Em 2015 a aplicação da desoneração da folha de pagamento (Lei 13.161/20

GFIP/SEFIP do Produtor Rural – Enquadramento Tributário

por Ana Carolina Januário Mascareli

Ana Carolina Januário Mascareli
Até dezembro de 2017 a SEFIP (Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social) estava preparada para o envio das informações em um único arquivo, porém com a alteração da alíquota do “FUNRURAL”, conforme Art. 14, 40, I, Lei 13.606/2018, passou a ser necessário o envio de forma separada nas seguintes situações: Comercialização entre produtores pessoas física – quem recolhe é o produtor rural pessoa física VENDEDOR; Comercialização do produt

A DCTFWeb passa a substituir a GFIP/SEFIP

por Wilson Abreu da Silva

Wilson Abreu da Silva
A DCTFWeb - Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Web foi instituída pela Instrução Normativa n°1.787/2018, com o objetivo  de apurar os débitos e créditos de forma automática. A nova declaração acessória substituirá a GFIP/SEFIP e emitirá as guias para pagamentos (DARF) dos débitos previdenciários sobre a folha de pagamento, parte de terceiros e contribuição previdenciária sobre a receita bruta (CPRB). A apresentação da DCTFWeb será obrigatória para o