tbs consultoria principais impostos

Conheça os principais impostos que uma empresa deve pagar

Por |

Todas as empresas têm a obrigação de pagar diversos tributos ao governo, não importa qual seja a sua atividade ou ramo de atuação. Deixar de pagar um imposto pode trazer sérias consequências aos empreendimentos, tendo em vista que há previsões legais para a aplicação de sanções e multas que geram prejuízos financeiros.

Neste artigo, vamos apresentar os principais impostos a serem pagos por uma empresa e destacar a importância de estar em dia com esses pagamentos. Além disso, vamos falar sobre a necessidade de conhecer e saber quais são os impostos a serem pagos por uma empresa e fornecer detalhes sobre ISS, PIS/PASEP, INSS, COFINS, ICMS, CSLL, entre outros.

Quer saber mais sobre os impostos que devem ser pagos pelas empresas? Acompanhe a leitura!

Entenda a importância de estar em dia com os pagamentos dos impostos

É muito importante conhecer quais impostos precisam ser pagos para evitar as penalidades aplicadas pelo Fisco. Além do mais, saber como funcionam os tributos permite a tomada de decisões mais acertadas relacionadas às questões tributárias. Isso vai evitar erros e complicações que atrapalham as rotinas dos colaboradores, tendo em vista que a sonegação é uma prática considerada ilegal.

Descubra quais são os principais impostos a serem pagos por uma empresa

Existem muitos tributos cujo pagamento é obrigatório no Brasil. Por isso, os gestores devem ficar atentos para evitar a inadimplência ou a falta de envio de informações às autoridades. O sucesso dos negócios depende disso, pois uma escolha equivocada prejudica a saúde financeira das empresas. Veja a seguir quais são os principais impostos exigidos pela fiscalização!

ISS

O Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza tem incidência sobre a prestação de serviços e suas alíquotas variam entre 2% e 5%, dependendo da cidade onde são aplicadas. Trata-se de um tributo do Município que é diretamente ligado às notas fiscais que são emitidas pelas empresas. A sua base de cálculo é o valor cobrado pelas atividades realizadas em favor da empresa.

PIS/PASEP

O Programa de Integração Social/Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público refere-se a uma contribuição que é paga ao governo pelos colaboradores da iniciativa privada ou funcionários públicos. Todos os meses os valores são calculados por meio da folha de pagamento e pagos ao órgão competente. As contribuições variam entre 0,65% e 1,65%.

INSS

A Contribuição Previdenciária Patronal ou INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é o imposto pago à Previdência Social para que os brasileiros tenham direito a receber pensão por morte, salário-maternidade, salário-família, auxílio-doença, auxílio-acidente e aposentadorias. As empresas pagam de 8% a 11% do valor da folha de pagamento dos funcionários.

COFINS

A Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social serve para financiar programas sociais criados pelo governo, financiar os fundos previdenciários e os investimentos destinados à saúde pública. O COFINS tem incidência sobre o faturamento bruto das empresas e suas alíquotas são variáveis, podendo ficar entre 3% e 7,6%, exceto para os optantes do Simples Nacional.

ICMS

O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços é cobrado cada vez que as mercadorias são transportadas de um estado para outro. As alíquotas variam de acordo com a unidade federativa, com mínimo de 7% e máximo de 18%, o que pode causar confusão. Esse imposto também incide sobre telecomunicação e serviços de transporte.

CSLL

A Contribuição Social sobre o Lucro é o imposto que as pessoas jurídicas pagam antes de calcular o Imposto de Renda (IR). É um tributo federal utilizado para o financiamento da seguridade social cuja alíquota é de 90% para empresas e 15% no caso de instituições financeiras.

Agora você já conhece os principais impostos que uma empresa deve pagar! Saiba que depois de saber quais tributos precisam ser pagos, os profissionais especializados conseguem obter reduções lícitas por meio de um planejamento eficiente. Para isso, podem ser propostas mudanças que incluem terceirização, contratação de mão de obra, estrutura de capital, entre outras ações.

Gostou do conteúdo? Então, siga em frente e descubra os 4 erros a serem evitados na apuração de impostos!

Qual sua nota sobre esse conteúdo?

Clique e avalie

Nota: 1 / 5. Avaliações: 1

Nenhuma avaliação, seja o primeiro!