A importância do planejamento tributário: saiba como aplica-lo na sua empresa!

Por |

[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”2_3″][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

 

Para realizar uma boa gestão, é fundamental que o administrador conheça a importância do planejamento tributário. Desse modo, ele tem como tomar decisões acertadas para o crescimento do negócio — o qual depende principalmente de uma gestão financeira eficaz.

Vale lembrar que a carga tributária representa grande parte dos custos empresariais, sendo decisiva para o futuro do empreendimento. Por esse motivo, muitos gestores buscam meios de minimizar tais despesas. Quer saber como fazer isso?

A seguir, você vai entender o que é planejamento tributário, conhecer sua importância e descobrir os passos necessários para realizá-lo. Acompanhe!

Entenda o que é o planejamento tributário

Há uma carga tributária bastante alta no Brasil, que dificulta o crescimento econômico e, por vezes, chega a inviabilizar a continuidade do funcionamento de determinadas empresas. Para garantir o progresso do negócio, é fundamental que o gestor planeje formas legais de evitar a incidência de taxas e diminua os gastos com tributos.

Também chamado de elisão fiscal, o planejamento tributário é uma ferramenta utilizada pelas empresas para a otimização da carga tributária. Trata-se de estudar, analisar, organizar e implementar ações que permitam a uma companhia garantir a economia nos gastos com tributos, mas em conformidade com as leis fiscais.

Em outras palavras, é a busca por meios legais para administrar os tributos e seus impactos na organização empresarial, de maneira a obter uma economia no pagamento de impostos. Várias simulações de cenários são feitas e analisadas com atenção, para que seja possível reconhecer as medidas mais adequadas a serem tomadas.

Descubra a importância do planejamento tributário

Uma empresa conta com uma extensa estrutura de custos que, geralmente, são divididos em categorias. Entre elas, está o custo tributário, que representa uma grande parcela do consumo do lucro. Um planejamento tributário eficaz ajuda a reduzir a carga de impostos, contribuições e taxas devidas.

Dessa forma, a companhia se torna mais lucrativa e competitiva, pratica preços mais baixos e realiza maiores investimentos. Não há uma fórmula universal para a elisão fiscal. A melhor forma de fazer as escolhas corretas é analisando concreta e individualmente suas características, além de sua situação financeira e contábil.

Também é preciso ter um profundo conhecimento da legislação tributária. Por esse motivo, deve-se contar com a ajuda de profissionais da área e consultorias especializadas. A seguir, conheça os principais benefícios da aplicação de um planejamento tributário eficiente.

Diminuição dos custos

O planejamento tributário possibilita identificar qual regime é mais adequado à empresa, bem como as oportunidades de isenção fiscal. Ele evita, ainda, fatos geradores de tributos e aponta as melhores alíquotas. Do mesmo modo, evita a cobrança de multas por descumprimento e pagamentos indevidos e necessários, resultando em redução de custos e uma gestão financeira mais eficiente.

Aproveitamento de créditos fiscais

O planejamento também ajuda a recuperar créditos fiscais. Conforme determinadas condições, algumas indústrias podem aproveitar o PIS/COFINS ou o IPI, por exemplo. Além disso, o pagamento excessivo de tributos pode gerar créditos, reduzindo a tributação a curto e médio prazo.

Simplificação da contabilidade

A melhor escolha do regime tributário elimina obrigações e diminui o número de atividades contábeis, o que resulta na simplificação do processo e na otimização das tarefas do setor. Assim, é possível organizar e prever todos os pagamentos que devem ser feitos.

Powered by Rock Convert

Regularidade fiscal

A organização promovida pelo planejamento tributário amplia a regularidade fiscal porque evita atrasos e pagamentos incorretos de alíquotas. Ou seja: a visualização e o controle dessas tarefas evitam que a empresa caia na malha fina ou sofra penalidades com os órgãos competentes.

Mais competitividade

Com a redução dos custos, a companhia tem mais condições e oportunidades de investir nos serviços ou produtos oferecidos ao consumidor, aumentando a satisfação e o destaque no mercado. Ainda há o fato que de que a regularidade fiscal melhora a imagem da empresa perante parceiros, fornecedores, clientes e colaboradores, aumentando sua competitividade.

Aprenda como fazê-lo

Agora que você sabe qual é a importância do planejamento tributário, chegou o momento de conhecer como fazê-lo. Listamos os principais passos a seguir. Acompanhe!

Identifique os objetivos e processos da empresa

O primeiro passo para elaborar um planejamento é reunir as informações referentes às atividades desenvolvidas, aos serviços prestados e aos processos operacionais ou administrativos. É fundamental, ainda, conhecer a fundo tanto o ciclo operacional quanto o financeiro da empresa. Esses dados são imprescindíveis para a próxima etapa.

Conheça a legislação tributária

Entender as normas que regem os tributos é essencial para as tomadas de decisões na gestão tributária. Conforme mencionamos, o ideal é contar com uma assessoria especializada para analisar de forma individual a situação da empresa e implementar as mudanças necessárias à redução de gastos com impostos.

Apure o melhor regime tributário

Avaliar em qual regime tributário a organização se encaixa é determinante para evitar o pagamento de impostos indevidos e desnecessários. Isso também permite conhecer exatamente que taxas devem ser pagas e em quais momentos. Conheça as opções abaixo.

Simples Nacional

É indicado para microempreendedores individuais, microempresas e negócios de pequeno porte. Esse regime simplifica a burocracia e tem como objetivo reduzir a carga tributária, unificando todos os impostos em uma única guia a ser paga. Para verificar se a empresa pode se enquadrar nesse regime, é preciso consultar o site do Simples Nacional.

Lucro Presumido

Trata-se de uma forma simplificada para determinar a base de cálculo do Imposto de Renda e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido — CSLL. Para tanto, presume-se qual será o lucro da empresa a partir de sua receita bruta e das demais receitas sujeitas à tributação. Esse regime é indicado a companhias com faturamento anual entre R$ 4 milhões e R$ 78 milhões.

Lucro Real

É o mais complexo dos três regimes e tido como a regra geral para a apuração do Imposto de Renda e da CSLL. No Lucro Real, o IR é determinado a partir do lucro contábil apurado pela empresa, acrescido dos ajustes requeridos pela legislação fiscal.

Defina planos para curto e médio prazo

Estabelecer as metas e os objetivos a serem atingidos em determinado período é fundamental para saber se será necessário alterar o regime de tributação em um curto espaço de tempo.

Crie cenários

Faça simulações com cada regime tributário no qual sua empresa se enquadra. Leve em consideração os objetivos do negócio, a legislação tributária e os planos pretendidos. Verifique os pontos positivos e negativos de cada modalidade e realize comparações para descobrir qual é a melhor escolha.

Faça avaliações periódicas

Reveja periodicamente seu planejamento tributário e analise a necessidade de alterações, correções ou mudanças. Lembre-se de que ele deve ser seguido, mas também pode ter flexibilidade, adequando-se às mudanças de cenário.

Portanto, conhecer a importância do planejamento tributário é fundamental para maximizar os lucros, expandir o negócio e ganhar competitividade no mercado. Não deixe de utilizar essa ferramenta estratégica como base para tomadas de decisões e evitar problemas com os órgãos competentes.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, aproveite a visita ao blog e conheça 7 dicas para evitar autuações fiscais. Boa leitura!

[/et_pb_text][/et_pb_column][et_pb_column type=”1_3″][et_pb_sidebar admin_label=”Barra Lateral” orientation=”left” area=”ca-sidebar-4564″ background_layout=”light” remove_border=”off” /][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Qual sua nota sobre esse conteúdo?

Clique e avalie

Nota: / 5. Avaliações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimos conteúdos.