Rescisão por acordo ou demissão consensual, ocorreu para regulamentar o que era feito de forma ilegal, com alguns aspectos diferentes que trataremos no decorrer do artigo

Rescisão contratual por acordo

Por |

A Reforma Trabalhista em vigor pela Lei 13.467/2017 trouxe diversos temas que foram instituídos para regularizar e melhorar a relação entre funcionários e empregador. Uma dessas alterações da Reforma Trabalhista foi a introdução do artigo 484-A da CLT, que com a sua publicação trouxe a Rescisão Contratual por Acordo.

Como era feito antes da publicação do artigo 484-A, era costume o funcionário pedir de forma informal que o empregador o demitisse, com a condição de que o funcionário devolvesse a multa rescisória, porém o funcionário conseguiria sacar o saldo de FGTS e receber o Seguro Desemprego. Por vezes, os empregadores acolhiam o acordo com o intuito de agradar o seu funcionário.

Porém, esse acordo nunca foi previsto em legislação, ou seja, era ilegal, podendo causar problemas com a justiça para o empregador e para o funcionário, por ser considerado fraude. Portanto, essa nova modalidade de rescisão, a Rescisão contratual por acordo ou demissão consensual, ocorreu para regulamentar o que era feito de forma ilegal, com alguns aspectos diferentes que trataremos no decorrer do artigo. Proporcionando assim tranquilidade jurídica para funcionário e empresa.

A rescisão contratual será por acordo, ou seja, um consenso, conformidade entre empregado e empregador, sem que os atos de um contrariem o do outro, eis que se não houver será considerado um pedido de demissão ou rescisão sem justa causa por parte do empregador. Portanto, jamais deverá ser imposta. É um acordo com prudência entre ambas as partes.

O novo artigo celetista:

Art. 484-A: O contrato de trabalho poderá ser extinto por acordo entre empregado e empregador, caso em que serão devidas as seguintes verbas trabalhistas:

 I – por metade:

o aviso prévio, se indenizado; ,

a indenização sobre o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, prevista no §1° do art. 18 da Lei n° 8.036, de 11 de maio de 1990;

II – na integralidade, as demais verbas trabalhistas.

1° –  A extinção do contrato prevista no caput deste artigo permite a movimentação da conta vinculada do trabalhador no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço na forma do inciso I A do art. 20  da Lei n° 8.036, de 11 de maio de 1990, limitada até 80% (oitenta por cento) do valor dos depósitos.

2° –  A extinção do contrato por acordo prevista no caput deste artigo não autoriza o ingresso no Programa de Seguro-Desemprego.

1. Do Acordo:

  • • Orienta-se que o mesmo seja realizado formalmente, ou seja, por escrito e que seja redigido de próprio punho pelo empregado.
  1. 2. Verbas Trabalhistas:
  • • Conforme  artigo 484-A da CLT, serão devidas as seguintes verbas trabalhistas:

I – por metade:

a) o aviso prévio, se indenizado (ou seja, 15 dias indenizados);

b) a indenização sobre o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (multa rescisória de 20%);

Powered by Rock Convert

II – na integralidade, as demais verbas trabalhistas.

a) – na integralidade:

– férias proporcionais;

– décimo terceiro salário proporcional: a cada 15 dias laborados no mês o empregado garante o avo do décimo terceiro salário.

– o aviso prévio trabalhado, ou seja, o empregado terá direito aos 30 dias de aviso prévio trabalho.

III – proporcional:

Saque do FGTS, limitado a 80% do valor do saldo;

      • 3. Anotação na Carteira de Trabalho:
      • • A baixa na CTPS, quando o aviso for trabalhado, ocorre da mesma forma que as outras rescisões, sem indicar que a modalidade da rescisão foi por acordo.

• Conforme Instrução Normativa SRT n° 15, de 14 de julho de 2010, quando o aviso prévio for indenizado a data da saída a ser anotada na CTPS deve ser:

I – na página relativa ao Contrato de Trabalho, a do último dia da data projetada para o aviso prévio indenizado;  e

II – na página relativa às Anotações Gerais, a data do último dia efetivamente trabalhado.

4. Pagamento da Rescisão:

    • • Na Reforma Trabalhista também ficou definido que independentemente do motivo da rescisão, o pagamento deve ser efetuado até 10 (dez) dias contados a partir do término do contrato.
      • • Apenas deve ser observado se na Convenção Coletiva possui alguma orientação diferente que, neste caso, deverá ser seguida.

Sendo assim, mesmo com aspectos diferentes do que era feito antes, a rescisão por acordo é uma inovação da Reforma Trabalhista. Regulamentando uma situação que era de costume entre funcionário e empregador, tornando – a legal. Recomendamos que as empresas observem todos os requisitos para adotar esse procedimento de rescisão contratual por acordo, para evitar qualquer problema jurídico.


 

BRASIL. Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017. Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e as Leis nos 6.019, de 3 de janeiro de 1974, 8.036, de 11 de maio de 1990, e 8.212, de 24 de julho de 1991, a fim de adequar a legislação às novas relações de trabalho. Brasília, DF, 13 jul. 2017.

BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. Secretaria de Relações do Trabalho. MTE-SRT. Instrução Normativa nº. 15 de 14 de julho de 2010. [S.l.]: [s.n.], 2010.

Outros artigos que entendemos que você vai gostar:

Dúvidas, fale com nossos consultores clicando aqui ou no ícone do WhatsApp do lado inferior direito do site.

Qual sua nota sobre esse conteúdo?

Clique e avalie

Nota: / 5. Avaliações:

Powered by Rock Convert

Participe da discussão

  1. Avatar
  2. Avatar
  3. Avatar
  4. Avatar
  5. Avatar
  6. Avatar

19 comentários

  1. Write more, thats all I have to say. Literally, it seems as though you relied on the video to make
    your point. You definitely know what youre talking about, why waste your intelligence on just posting videos
    to your site when you could be giving us something enlightening to read?

  2. Very nice post. I simply stumbled upon your blog and wished to say that I have
    really enjoyed browsing your weblog posts. In any case I will be subscribing
    on your feed and I hope you write again soon!

  3. Hey I know this is off topic but I was wondering if you knew of any widgets I
    could add to my blog that automatically tweet my newest twitter
    updates. I’ve been looking for a plug-in like this for
    quite some time and was hoping maybe you would have some experience with something like this.
    Please let me know if you run into anything.
    I truly enjoy reading your blog and I look forward to your new updates.
    adreamoftrains website hosting

  4. Awesome site you have here but I was curious
    about if you knew of any community forums
    that cover the same topics discussed here? I’d really like to be
    a part of community where I can get opinions from other knowledgeable people that share the same interest.
    If you have any suggestions, please let me know. Thanks a lot!

  5. My partner and I absolutely love your blog and find almost all of
    your post’s to be just what I’m looking for. Does one offer guest
    writers to write content to suit your needs? I wouldn’t mind producing a post or elaborating on most of the subjects you write related to
    here. Again, awesome site!

  6. I’m really enjoying the design and layout of your blog.
    It’s a very easy on the eyes which makes it much more pleasant for me to come here and visit more often. Did
    you hire out a developer to create your theme?
    Excellent work!

  7. Greetings, I believe your website might be having web browser compatibility issues.
    When I look at your blog in Safari, it looks fine however, if opening in Internet Explorer, it’s got some overlapping issues.

    I just wanted to provide you with a quick heads up!
    Aside from that, wonderful blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat
Fale com o Consultor!
Dúvidas sobre rescisão contratual? Fale com nossos consultores.
Powered by