Simples Nacional

Simples Nacional – As principais alterações

Por |

O regime tributário do Simples Nacional foi instituído pela Lei nº. 9.317/1996, com o objetivo de simplificar as obrigações de pequenas e médias empresas junto ao fisco. De lá até os dias atuais muito aconteceu, mas a essência do regime não se alterou.

Algumas alterações serão promovidas para esses contribuintes no exercício de 2017 e 2018, novidades vindas com a publicação da Lei Complementar (LC) 155/2016.

Na tentativa de simplificar o entendimento das principais mudanças, destacamos alguns pontos importantes:

Parcelamento de débitos

O parcelamento que era de 60 meses, poderá ser feito em até 120 meses, para débitos vencidos apurados até a competência do mês de maio/2016.

A parcela mínima será de $300,00 e corrigida pela da Selic.

O prazo para adesão é de 90 dias, vai até 10 de Março de 2017, e será feito através do site da Receita Federal do Brasil, no e-CAC ou no Portal do Simples Nacional.

Excepcionalmente, o contribuinte poderá também realizar um 2º pedido de parcelamento durante o período de adesão ao parcelamento da LC 155/2016, para incluir débitos a partir da competência 06/2016. Recomenda-se que esse 2º pedido de parcelamento seja efetuado depois do pagamento da 1ª parcela do previsto na LC 155/2016.

Novos limites

A partir de 01/01/2018 teremos novos limites, a Microempresa (ME) até R$ 360,000,00 e a Empresa de Pequeno Porte (EPP) até R$4.800,000,00.

Porém, caso a empresa no ano de 2017 aufira receita entre R$ 3.600.000,00 a R$ 4.800,000,00 continuará no simples nacional, salvo casos especiais.

Acompanhando o aumento no limite de receitas, foi criada uma nova faixa para o cálculo do Simples, e essa faixa não contempla o ISS e o ICMS.

As empresas que atingirem essa faixa terão a apuração dos dois tributos no regime normal, tendo então a entrega de obrigações acessórias como o SPED ICMS, e o recolhimento dos impostos de ICMS e ISS por guia de recolhimento própria.

Essa é uma mudança significativa, trazendo obrigações acessórias até então não exigidas dos contribuintes do Simples.

Os anexos passam de 6 para 5, e as faixas de alíquotas englobam um intervalo maior da receita.

As empresas prestadoras de serviço tributadas no anexo V, devem se atentar o cálculo da alíquota do simples passa a usar o “fator R” (razão entre folha de salários e receita bruta). Assim quanto mais funcionários, menor o valor do imposto e vice-versa.

Para fins comparativos, a tabela vigente e a que será utilizada a partir de 2018:

Alíquotas e Partilha do Simples Nacional – Comércio – Lei Complementar 123/2006

Receita Bruta em 12 meses (em R$) ALÍQUOTA IRPJ CSLL COFINS PIS/PASEP CPP ICMS
Até 180.000,00 4,00% 0,00% 0,00% 0,00% 0,00% 2,75% 1,25%
De 180.000,01 a 360.000,00 5,47% 0,00% 0,00% 0,86% 0,00% 2,75% 1,86%
De 360.000,01 a 540.000,00 6,84% 0,27% 0,31% 0,95% 0,23% 2,75% 2,33%
De 540.000,01 a 720.000,00 7,54% 0,35% 0,35% 1,04% 0,25% 2,99% 2,56%
De 720.000,01 a 900.000,00 7,60% 0,35% 0,35% 1,05% 0,25% 3,02% 2,58%
De 900.000,01 a 1.080.000,00 8,28% 0,38% 0,38% 1,15% 0,27% 3,28% 2,82%
De 1.080.000,01 a 1.260.000,00 8,36% 0,39% 0,39% 1,16% 0,28% 3,30% 2,84%
De 1.260.000,01 a 1.440.000,00 8,45% 0,39% 0,39% 1,17% 0,28% 3,35% 2,87%
De 1.440.000,01 a 1.620.000,00 9,03% 0,42% 0,42% 1,25% 0,30% 3,57% 3,07%
De 1.620.000,01 a 1.800.000,00 9,12% 0,43% 0,43% 1,26% 0,30% 3,60% 3,10%
De 1.800.000,01 a 1.980.000,00 9,95% 0,46% 0,46% 1,38% 0,33% 3,94% 3,38%
De 1.980.000,01 a 2.160.000,00 10,04% 0,46% 0,46% 1,39% 0,33% 3,99% 3,41%
De 2.160.000,01 a 2.340.000,00 10,13% 0,47% 0,47% 1,40% 0,33% 4,01% 3,45%
De 2.340.000,01 a 2.520.000,00 10,23% 0,47% 0,47% 1,42% 0,34% 4,05% 3,48%
De 2.520.000,01 a 2.700.000,00 10,32% 0,48% 0,48% 1,43% 0,34% 4,08% 3,51%
De 2.700.000,01 a 2.880.000,00 11,23% 0,52% 0,52% 1,56% 0,37% 4,44% 3,82%
De 2.880.000,01 a 3.060.000,00 11,32% 0,52% 0,52% 1,57% 0,37% 4,49% 3,85%
De 3.060.000,01 a 3.240.000,00 11,42% 0,53% 0,53% 1,58% 0,38% 4,52% 3,88%
De 3.240.000,01 a 3.420.000,00 11,51% 0,53% 0,53% 1,60% 0,38% 4,56% 3,91%
De 3.420.000,01 a 3.600.000,00 11,61% 0,54% 0,54% 1,60% 0,38% 4,60% 3,95%

Alíquotas e Partilha do Simples Nacional – Comércio LC 155/2016 (Vigência: 01/01/2018)

Powered by Rock Convert
Receita Bruta em 12 Meses (em R$) Alíquota Valor a Deduzir (em R$)
1a Faixa Até 180.000,00 4,00%
2a Faixa De 180.000,01 a 360.000,00 7,30% 5.940,00
3a Faixa De 360.000,01 a 720.000,00 9,50% 13.860,00
4a Faixa De 720.000,01 a 1.800.000,00 10,70% 22.500,00
5a Faixa De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,30% 87.300,00
6a Faixa De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 19,00% 378.000,00

Cálculo do Simples a partir de 2018

O cálculo para a alíquota efetiva foi alterado com a introdução da seguinte fórmula e a alíquota será aumentada na proporção da receita:

(RBT12 x Aliq) – PD / RBT12

RBT12: receita bruta acumulada nos doze meses anteriores ao período de apuração;

Aliq: alíquota nominal constante dos Anexos I a V da Lei Complementar nº. 155/2016;

PD: parcela a deduzir constante dos Anexos I a V da Lei Complementar nº. 155/2016.

Exemplo do cálculo:

Antes da LC 155/2016, empresa Comércio

Receita Bruta acumulada (12 meses): R$ 550.000,00

Receita Bruta mês de apuração: R$ 55.000,00

Receita Bruta em 12 meses (em R$) ALÍQUOTA IRPJ CSLL COFINS PIS/PASEP CPP ICMS
De 540.000,01 a 720.000,00 7,54% 0,35% 0,35% 1,04% 0,25% 2,99% 2,56%

DAS = R$ 55.000,00 x 7,54 % = R$ 4.141,00

Após a LC 155/2016, empresa Comércio

Receita Bruta acumulada (12 meses): R$ 550.000,00

Receita Bruta mês de apuração: R$ 55.000,00

Receita Bruta em 12 Meses (em R$) Alíquota Valor a Deduzir (em R$)
3a Faixa De 360.000,01 a 720.000,00 9,50% 13.860,00

 ((R$550.000,00 x 9,50%) – 13.860,00)/ R$550.000,00

 (R$ 52.250,00 – R$ 13.860,00) / R$550.000,00 = 0,0698

 DAS = R$ 55.000,00 x 6,98 % = R$ 3.389,00

Resumidamente, são essas as principais novidades trazidas pela LC 155/2016, focando a aplicação das alterações que geram efetivamente consequências na carga tributária a partir de 2018.

Na prática, o empreendedor deve analisar tais alterações, consultando seu contador, traçando um planejamento tributário contemplando as expectativas da empresa e optando pelo regime de tributário que melhor beneficie-o.

A opção pelo simples nem sempre garante a melhor tributação.

Qual sua nota sobre esse conteúdo?

Clique e avalie

Nota: / 5. Avaliações:

Powered by Rock Convert

Participe da discussão

  1. Avatar
  2. Avatar
  3. Avatar
  4. Avatar
  5. Avatar
  6. Avatar

15 comentários

  1. After checking out a few of the blog posts on your blog, I really appreciate your way
    of blogging. I book marked it to my bookmark site list and will be checking back in the near
    future. Take a look at my web site too and let me
    know how you feel.

  2. Undeniably believe that which you stated. Your favorite justification appeared to be
    on the internet the simplest thing to be aware of.
    I say to you, I certainly get annoyed while people think
    about worries that they just do not know about.
    You managed to hit the nail upon the top and defined out the whole thing without having
    side effect , people can take a signal. Will likely be back to get
    more. Thanks

  3. After looking over a handful of the blog articles on your web page, I honestly like your way of writing
    a blog. I added it to my bookmark website list and will be checking
    back in the near future. Please visit my website as well and let me know your opinion.

  4. Pretty section of content. I just stumbled upon your
    website and in accession capital to assert
    that I get actually enjoyed account your blog posts.
    Anyway I’ll be subscribing to your feeds and even I achievement you
    access consistently rapidly.

  5. I seriously love your site.. Pleasant colors
    & theme. Did you build this website yourself? Please reply back
    as I’m planning to create my own personal blog and want
    to find out where you got this from or what the theme
    is called. Thanks!

  6. Very good website you have here but I was curious about if you knew of any discussion boards that cover the
    same topics discussed here? I’d really love to be a part of online community where I can get advice from other experienced people that share the same interest.
    If you have any suggestions, please let me know.
    Bless you!

  7. After going over a number of the blog articles on your blog, I honestly like your
    way of blogging. I bookmarked it to my bookmark website list and will be checking back soon. Please check out my website too and let me know how
    you feel. adreamoftrains webhosting

  8. Definitely imagine that that you stated. Your favourite reason seemed to be at the
    web the easiest factor to take into account of.
    I say to you, I certainly get annoyed while other folks consider worries that they
    just do not know about. You controlled to hit the nail upon the highest and also defined out the whole thing without having side-effects , other folks could take a signal.
    Will likely be again to get more. Thanks

  9. Hey outstanding blog! Does running a blog like
    this take a large amount of work? I’ve very little
    expertise in computer programming but I had been hoping to start my own blog soon. Anyway, if you have any ideas or techniques for new blog owners please share.
    I understand this is off subject however I simply had to ask.
    Many thanks!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat
Fale com o Consultor!
Ficou com dúvidas? Fale com nossos consultores.
Powered by